'No Brasil, você faz melhores amigos por uma noite': o maestro americano da Orquestra Sinfônica Brasileira

Em reportagem da série #Olhares, Lee Mills, principal regente da Orquestra Sinfônica Brasileira, diz que cultura brasileira tem muito a exportar 'do que Tom Jobim e Heitor Villa-Lobos'.

'No Brasil, você faz melhores amigos por uma noite': o maestro americano da Orquestra Sinfônica Brasileira - BBC Brasil
Em reportagem da série #Olhares, Lee Mills, principal regente da Orquestra Sinfônica Brasileira, diz que cultura brasileira tem muito a exportar 'do que Tom Jobim e Heitor Villa-Lobos'.


O americano Lee Mills se candidatou no concurso de maestro assistente da Orquestra Sinfônica Brasileira, a mais tradicional do país, com mais de 70 anos de existência. Passou.
No ano passado, com a saída do maestro titular, acabou se tornando o principal regente da OSB, aos 27 anos de idade.

Mills celebra a cultura brasileira. Diz que ela "é muito forte" e precisa ser exportada para além de Tom Jobim e Heitor Villa-Lobos, provavelmente os mais conhecidos compositores brasileiros no exterior.
Mills, que vive em Copacabana, também está adaptado à vida social no Rio de Janeiro.
"Você faz os melhores amigos da vida por uma noite", resume.

Veja Aqui

Adicionar um comentário

Email again: